Wednesday, January 24, 2018

Reservas Lightalive (parte 3)





                                             Reserva Lightalive «Quinta de Lagos»

É uma quinta localizada em Lagos, no Algarve, em que parte é um jardim e a outra parte é uma zona arborizada  (sobretudo com oliveiras, amendoeiras, mas também alfarrobeiras, azinheiras e sobreiros).
Não existe iluminação artificial no local, nem são usados pesticidas.
Os pirilampos têm sido encontrados sobretudo na zona de jardim, que é regada e fica junto a tradicionais muros de pedra.
É feito um controle de ervas secas para prevenir os incêndios 
As espécies de pirilampo encontradas, têm sido Lampyris iberica e Nyctophila reichii.
Curiosidades/peculiaridades: Em estudos realizados na quinta, em que é utilizada uma luz para atrair borboletas, têm aparecido muitos pirilampos.
Foi aqui feito o primeiro registo para Portugal, da espécie Garella nilotica.

Aqui seguem umas fotos tiradas neste espaço:


Macho de Nyctophila reichii


Larva de Nyctophila reichii


Cassida vitata



Luz de fêmea adulta de Lampyris iberica


Zeuzera pyrina


Acherontia atropos


Ophiusa tirhaca


Atrocita sp.


Eteobalea isabellella


Empusa pennata



                                        Reserva Lightalive «Quinta Ecológica da Moita»


É  uma quinta ecológica, situada na região de Aveiro, onde se pretende a dinamização de atividades relacionadas com a Educação Ambiental.
Possue um programa anual de atividades (e a observação de pirilampos, já foi realizada nesta quinta).
Não são aqui usados pesticidas e a luz artificial apenas se encontra presente junto à casa da quinta, tendo portanto, condições excelentes para os pirilampos (Luciola lusitanica e Lampyris sp.), que têm sido observados na quinta.
Existe no entanto a grande possibilidade de existirem mais espécies bioluminescentes (e não só de pirilampos).
Dentro desta quinta, que está situada relativamente perto da Ria de Aveiro, existe uma mata e uma horta biológica.
Curiosidades/Peculiaridades: A Quinta Ecológica da Moita, surgiu a partir de um protocolo de parceria entre a Santa Casa de Misericórdia de Aveiro (SCMA) e a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA).
Aqui seguem umas fotos desta reserva:


Aspeto de alguma da vegetação presente


Existe um desenvolvimento arbóreo notável


É um espaço aberto ao público



7 comments:

Tânia Cardoso said...


Muito boa iniciativa, parabéns!

Fernando Martim said...


Gostei de ambas as reservas.

Eu por vezes vou a Aveiro, agora já sei que posso dar um salto à Quinta Ecológica (parece-me bastante aprazível).

lightalive said...



Obrigado a todos, e aconselho o Fernando a ir, pois vale mesmo a pena.

Manuela Marques said...



Adorei as mariposas... Que padrões tão fantásticos.

mccosta said...



Uma das mariposas parece que tem uma cara desenhada.

lightalive said...


Deve ser a borboleta-caveira (Acheronthia atropos).

mccosta said...



Sim é essa mesmo... E não sabia que ficavam tão grandes (estiver entretanto a ver no google).

Acho que já vi parecidas, mas nunca tão grandes.