Tuesday, March 28, 2017

Aparecem os primeiros pirilampos adultos de 2017



Aconteceu ontem (27/03), na Freguesia de Santa Maria de Belém.

Foram avistados 6 pirilampos adultos (3 machos e 3 fêmeas de Luciola lusitanica) e curiosamente, uma larva de Lampyris sp.
O género Lampyris tem uma distribuição bastante restrita, nesta região.
Em baixo, seguem-se 2 fotos tiradas por Nuno Cabrita, à espécie Luciola lusitanica.



















                     


                                                                                 
















             



19 comments:

Rita Fernandes said...


Boa, já começaram a aparecer!

Por aqui, ainda não vi nada.

Geog M. said...



Interessante! É normal aparecerem nesta altura do ano?

Fernando Martim said...



Muito bem.

Deve ter sido porque o tempo aqueceu.

lightalive said...


Rita: Obrigado pela informação!


Geog M: Tendo em conta a região, é relativamente normal, sim.


Fernando: É possível que o aumento da temperatura tenha tido alguma influência, sim.


Geog M. said...



Desconhecia por completo, pensava que era mais tarde.

Obrigado.

Tânia Cardoso said...



Que giro e um bom achado!!

Vou andar atenta por aqui e se encontrar algum digo-lhe alguma coisa.

lightalive said...



Obrigado, Tânia.

Pleia Des said...


Boa tarde


Ainda bem, já tinha saudades, mas duvido que os veja tão cedo por aqui. lol

lightalive said...



Pleia Des: Onde está?

Pleia Des said...



Santo Tirso.

Unknown said...

Desconhecia este interessante blog. Parabens pelo mesmo. Descubri-o porque acabo de ver mais de 15 pirilampos voadores q emitem uma luz branca intermitente parados e em voou. No parque de campismo da ericeira.

lightalive said...



Olá, seja bem vindo/a e um grande obrigado pela descrição!

Rita Fernandes said...



Já vi 5 pirilampos! :)

Vou já enviar-lhe um email com um pequeno resumo.

Tânia Cardoso said...



Bom dia


Pirilampos por aqui também já vi e já lhe mandei uma mensagem.

lightalive said...


Obrigado Rita e Tânia.

Pleia Des said...



Por aqui vi 2 pirilampos que tinham uma luz verde constantemente acesa.

Não sei bem o que é, pois estavam no meio das ervas e eu não estava a contar encontrá-los mas a ver se para a próxima levo a minha máquina fotográfica, que ainda não sendo grande coisa, sempre pode captar alguma coisa.

Rita Fernandes said...


Já está enviado!

Se eu encontrar mais alguma coisa, eu digo-lhe.

Pleia Des said...
This comment has been removed by the author.
Pleia Des said...



Ontem estive por lá e posso dizer que estava bastante fresco e piquei-me um bocadinho nas silvas, mas ao menos, lá encontrei um pirilampo.

Tirei fotografias no local (que já lhe enviei), mas a luz do pirilampo, não era contínua como a que tinha visto antes, por isso não foi fácil... Durava uns segundos e depois apagava. Com a lanterna consegui ver o protagonista que pelas descrições e fotos que vi no guia das espécies de pirilampos conhecidas em Portugal, deste blog, pareceu-se ser uma larva de alguma espécie de Lampyris.