Thursday, February 26, 2015

Uma alforreca luminosa (Atolla vanhoeffeni)



             




















Esta espécie está presente nos mares portugueses.


http://sites.biology.duke.edu/johnsenlab/research/index.html

Bioluminescência marinha em expansão


Investigadores do Museu de História Natural Americano, descobriram que nas profundidades abissais, diferentes grupos de peixes bioluminescentes, têm tido resultados diferentes, a nível da diversificação de espécies.
Certos grupos (como os do peixe-lanterna) ao adotarem novas formas de se iluminar, estão a tornar-se bem sucedidos no seu habitat e a aumentar o seu numero de espécies.

Mais aqui: http://www.natureworldnews.com/articles/6230/20140303/bioluminescence-in-deep-sea-fishes-breeds-species-diversity.htm








Ventre de peixe-lanterna



http://sites.biology.duke.edu/johnsenlab/research/index.html

Thursday, February 19, 2015

                           

                                         


Nova Iorque (USA): uma exposição foi realizada entre 2012 e 2013, onde foram exibidas réplicas de vários seres luminosos, como pirilampos, cogumelos e peixes, por exemplo. Alguns dos fenómenos naturais reproduzidos, levavam-nos a ver os célebres pirilampos cavernícolas da Nova Zelândia e os mares profundos e escuros iluminados por alforrecas, peixes e outros seres marinhos bioluminescentes.
Algumas réplicas de vaga-lume atingiam as dimensões de uma criança, e era possível carregar num botão e optar por um ambiente mais escuro, para poder ver em mais detalhe as formas luminosas expostas nesta maravilhosa exposição realizada em Nova Iorque, pela primeira vez.

Mais detalhes aqui:

http://www.newscientist.com/blogs/culturelab/2012/04/luminous-life-on-show.html







Ontario (Canadá): A mesma exposição, realizou-se depois (Maio de 2014) mas desta vez no Canadá, onde foram expostos vários seres bioluminescentes que já tinham sido exibidos previamente nos Estados Unidos. Tal como no seu vizinho do Sul, foi a primeira vez que tal tipo de exposição se realizou.

Mais aqui: http://metronews.ca/news/ottawa/1018966/museum-of-nature-has-fun-in-the-dark-with-bioluminescence/

Vale a pena recordar, que a primeira exposição dedicada ao tema geral da bioluminescência em Portugal, foi realizada em Setembro de 2013:

http://pirilampos-lightalive.blogspot.pt/2013_11_01_archive.html







Bactérias luminosas

Tuesday, February 17, 2015