Thursday, February 28, 2008

Fotos com boa definição


Aconselho vivamente a clicarem nas fotos para aumentar o pormenor.
Espero este ano conseguir mais fotos de mais espécies e algumas com a luz produzida pelos vaga-lumes.
Obrigado por visitarem este espaço!


Fêmea de Luciola lusitanica














Phosphaenus hemipterus








                               Macho adulto



     Macho acabado de emergir do seu estado de pupa


Pupa de Lampyris!








Após terminar o seu crescimento a larva torna-se numa pupa.
Quando sente vibração no solo a larva brilha bastante, pois muitas das suas estruturas são translúcidas.
Normalmente a larva procura um local sossegado e abrigado para pupar pois é muito frágil durante essa fase.
Esta larva que foi fotografada conseguiu emergir uns dias mais tarde, sem qualquer problema. Veio a saber-se que era um grande macho.


Lamprohiza mulsanti








A transparência da sua cutícula (plano ventral e dorsal)  permite-nos ver à noite as suas luzes de todos os ângulos.

Todas estas 5 fotos foram tiradas a insectos do Parque Biológico de Gaia.





   Fêmea adulta de Lamprohiza mulsanti










   Macho adulto de Lamprohiza mulsanti


Phosphaenus hemipterus!












Aqui estão algumas fotos do esquivo Phosphaenus hemipterus.
Trata-se neste caso de um macho que encontrei no Norte de Portugal.
As antenas parecem estar sempre a sondar o ar, em busca de sinais odoríferos das fêmeas, pois este vaga lume tem comportamentos diurnos, ao contrário da maior parte das espécies de lampirídeos.
Esta é uma das únicas espécies que conheço, das mais de 2000 espécies de pirilampos, que tem comportamentos diurnos, mas macho e fêmea mantêm a sua capacidade luminosa até ao fim das suas vidas (provavelmente a par das espécies do género Phosphaenopterus).
Outro aspecto curioso é que não voam.
Acredita-se que mantêm a sua luz por razões anti-predatórias.


Wednesday, February 27, 2008

Fotos de Luciola lusitanica ( macho)




   O macho apresenta olhos bem desenvolvidos.




   A estrutura branca atrás é o seu órgão luminoso




   Pronto, para começar a voar.




   Em repouso.



  As fotos foram tiradas por José Manuel Grosso Silva a uns Luciola lusitanica que eu encontrei no     Norte do país.