Sunday, September 14, 2008

Já viu algum pirilampo?



Tenho recebido algumas informações de avistamentos de vaga lumes ou de bioluminescência em geral. Mas relanço aqui o assunto. Quem viu alguma coisa, por favor, envie-me um mail, pm ou até um «comment».
Tente enviar uma resposta que responda às seguintes questões:
1- Local e hora do avistamento. ( o mais pormenorizado que poder indicar, melhor).
2- Condições atmosféricas ( se estava a chover, húmido, seco, calor ou outros...)
3- Condições de luminosidade do local ( tinha iluminação artificial perto, longe ou nenhuma, se sim de que côr era a luz).
4-Que tipo de luz emitia o pirilampo? Côr? Piscava ou mantinha-se sempe acesa? Pulsares?
5- Em que habitat estava o pirilampo? Floresta, campo, berma de caminho, etc... Diga-nos também se souber em que plantas o animal estava poisado ou a sobrevoar.
6- Por fim diga-nos o que é que o vaga lume estava a fazer? A comer, a acasalar, a descansar, a andar, a voar, etc...As suas informações são muito importantes, pois muito pouco se sabe sobre estes animais misteriosos.Em muitos locais se assiste a diminuição notória dos seus números e assim se vai perdendo um dos maiores espetáculos da natureza.

Envie por email de preferência para : livinglightfestival@gmail.com
Obrigado!!



Vaga lume com 2 faróis!



Foto de Mad Plumerian


Trata-se de um «click beetle» (Elateridae), pois quando assustados saltam e fazem um estalido com as patas.
É um vaga lume das Américas.
Quando levantam vôo brilham também com uma luz forte do ventre, que fica aberta constantemente até poisarem em alguma superfície.
Estas 2 luzes (que vemos na fotografia) são abertas muitas vezes, como reação a um potencial perigo, fazendo lembrar 2 olhos perigosos e brilhantes de um animal maior e predador.
Em Portugal também existem espécies de Elaterídeos, contudo nada se sabe sobre as suas atividades luminosas.


Fotos





  Foto de Josnas





Foto de John_T1




 









   Arte




  Foto de William0912 (parece arte, mas é real)




Milhares de pirilampos!!





Foto de William0912


Este fenómeno, cada vez mais raro nos dias de hoje, acontece praticamente todos os anos em alguma localidade de Portugal.


Raramente a mesma localidade, consegue apresentar o mesmo número elevado todos os anos, comparativamente a um ano excepcional. Mas em alguns locais, as probabilidades favorecem estes acontecimentos mais vezes.


A visão é espantosa, hilariante e absorve-nos vários minutos ou até horas a fio, a observar estas «estrelas» vivas. Várias variações de luz e tipo de brilho tornam o fenómeno pouco repetitivo.


Quando se caminha perto destas manifestações, por vezes um ou outro pirilampo fica poisado na nossa roupa e brilha continuamente.


Já assisti à extinção de um espetáculo destes. E cada vez mais por todo o mundo, estes espetáculos são cada vez mais raros, infelizmente.